MEMÓRIA LUSÓFONA

Dezembro 16 2010

A minha homenagem
ao Sr. Anthony Marques

By Manuel Luciano da Silva, Médico
January 18 2003

 

Faleceu no Hospital de Doylestown no Estado de Pensilvânia, a 11 de Janeiro de 2004, com 79 anos, o Sr. Anthony Marques, um dos emigrantes portugueses mais empreendedores dos últimos cinquenta anos, nos Estados Unidos da América.

Nasceu  na pequena vila do Pinheiro da Bemposta, perto de Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro. Deu o primeiro passo de emigrante aos doze anos quando foi para Lisboa. Mas aos 23 atravessou a Atlântico e veio para Warren, Estado de Rhode Island, onde começou a trabalhar de pá e picareta.

Depois deslocou-se para Newark, New Jersey, onde dentro de pouco tempo, com o seu dinamismo começou  a concorrer a empreitadas de construção de pequenas estradas. Mas em poucos anos as suas obras tomaram proporções gigantescas como auto-estradas e até pistas de campos de aviação. Mas o seu forte foi em criar cinco companhias independentes que passaram a especializar-se  na colocação de canos subterrâneos  para a condução de gás, cabos de electricidade e telefones e ainda grandes empresas de controlo da  poluição e tratamentos e águas. As suas companhias que ainda existem são: Lisbon Contractors, Anjos Equipment, Alpha Construction  e Pollution Control.

O Jornal “Luso-Americano” de Newark,  New Jersey, informou que as empresas fundadas por Anthony Marques deram  emprego durante muitos anos  a várias centenas de portugueses. Enquanto na sua vida empresarial activa deu também elevado apoio às actividades comunitárias.

Homem do Ano

O “Luso-Americano” em 1977 considerou ao Sr. Anthony Marques o “Homem do Ano” não só pelos seus grandes empreendimentos como empresário bem sucedido, mas também pelo amor que ele sempre dedicou  às coisas portuguesas e a Portugal.  O Sr. Vasco Jardim, Director do “Luso-Americano”, por saber que eu  tinha muita consideração pelo Sr. Marques pediu-me para eu ser o orador principal. E eu fui com muito gosto. De Bristol, RI  a Newark, N. J.  são  250 milhas!

A demonstração que o Sr. Anthony Marques realmente gostava muito de Portugal está sobejamente demonstrada no facto de ele construir um  belo hotel em Oliveira de Azeméis, com o primeiro restaurante giratório em toda a península Ibérica!

O que eu não contava é que ele viesse a dar  ao novo hotel o nome de “Rock of Dighton”. E porquê?

Em 1971,  eu publiquei o meu  primeiro livro em inglês intitulado “Portuguese Pilgrims and Dighton Rock”. O Sr. Anthony Marques mandou  pedir um livro e eu ofereci-lhe um exemplar. Eu gostou tanto do meu livro que disse à sua secretária para encomendar mais  cinco cópias para poder  oferecer a cada um dos presidentes das cinco companhias que ele tinha criado.  Nunca mandei a conta dos livros ao Sr. Marques. A secretária  chamou-me pelo telefone,  insistiu  para eu enviar  a conta e eu disse-lhe que não mandava conta nenhuma porque tinha muita admiração pelo Sr. Marques. E que os livros eram oferta minha.

Uma semana antes da inauguração do “Hotel Rock of Dighton” o Sr. Anthony Marques convidou-me para eu e minha mulher  irmos a Portugal assistir às  festividades, mas nessa altura,  devido às minhas obrigações profissionais médicas,  foi totalmente impossível irmos a Portugal.

Foi para mim, e para muita gente,  uma grande e  agradável surpresa vir a saber depois da inauguração,  que o Sr. Anthony Marques tinha escolhido  o nome  para o  seu novo e  ultra moderno --  “Hotel Rock of Dighton”--   em honra do meu livro  “Portuguese Pilgrims and Dighton Rock”.  Houve até várias pessoas que pensaram que eu tinha sociedade no “Hotel Rock of Dighton”... O que eu tenho é uma imensa gratidão ao Sr. Anthony Marques por ter honrado  a minha obra de investigação histórica e ligar o significado da Pedra de Dighton com Portugal e duma maneira mais específica a Oliveira de Azeméis.

Ainda mais. Temos em Portugal agora três Réplicas da face da Pedra de Dighton feitas de fibra de vidro construídas pelo meu particular amigo Eduardo Medeiros de Bristol e os seus  co-trabalhadores no grande estaleiro naval da  TPI em Warren, Rhode Island.

A primeira Réplica  está na Praça  junto do Planetário Gulbenkian, aos Jerónimos, a segunda  no Museu de Oliveira de Azeméis, terra em que frequentei Liceu e a terceira está no pátio da  Biblioteca-Museu com o meu nome  em Cavião,  Vale de Cambra.   Esta obra devo-a também a outro Empresário, Sr. Álvaro da Costa Leite  e sua Esposa, por quem  tenho uma profunda amizade e gratidão.

Já tinha convidado o Sr. Anthony Marques para na próxima viagem que fizesse a  Portugal   visitasse a minha Biblioteca Museu e ele aceitou.  Tenho muita pena que a saúde dele não tivesse permitido  que isso acontecesse. Estou convicto que esse acontecimento seria de muita  alegria e emoção mútuas.

Que a sua alma descanse em paz.  O Sr. Anthony  Marques deixou muitas obras de grande envergadura tanto em Portugal como  na América!


publicado por Instituto Globilíngua às 14:40
 O que é? |  O que é? | favorito

Ola que tai gato o 97062840
luciano da silva fonseca a 9 de Setembro de 2011 às 18:45

Ola que tai gato o 97062840
luciano da silva fonseca a 9 de Setembro de 2011 às 18:46

mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
RSS
blogs SAPO